20 maio 2008

Plinio procura vaga olímpica

A melhor história do ano, o Plinio e suas aventuras por São Paulo, o texto é dele. O pior é que isso realmente aconteceu, quando li, não parei de rir.

"Estou aqui para te relatar a experiência mis bizara do esporte que já me aconteceu. Estou exagerando um pouco é claro.
O fato aconteceu neste sábado passado.

Não sei se vc está a par das últimas aqui de Bauru mas vou colocar vc no contexto.

Cara, umas três semanas atrás meu chefe me questionou a respeito de modalidades esportivas que eu já pratiquei. Entao falei a respeito da natação, capoeira e tals. Mal sabia eu que aquela pergunta escondia um interesse por trás. Todo ano acontece uma olímpiada ente as indústrias, o evento se chama SOIS. Entao meu chefe me perguntou na sequência se eu poderia participar nadando e o cabação aqui disse que sim, mesmo tendo em mente que eu não nado desde os 17 anos.
Entao naquela semana mesmo fui atrás de um lugar aqui para nadar e em apenas duas semanas recuperar um pouco do fôlego.
De fato descobri que quase todas as academias aqui possuiam piscina, porém nenhuma delas era maior que 15 metros. Por incrivel que pareça na cidade só existem duas piscinas de 25 metros e por minha sorte uma delas pertence ao SESi, ou seja, lá eu pago menos pois trabalho numa industria.
Depois disso fiz um exame médico, com um médico que mais parecia um pipoqueiro que um doutor e nem me examinou direito, e comecei a nadar, aulinhas de 2 vezes por semana mas com a vantagem de eu poder ir ao clube quando quisesse e usar a piscina quando quisesse.
Me fudi, os primeiros 300 metros que nadei só pra aquecer foram os mais fodas que eu ja me lembro de ter nadado, nem parecia que havia nadado tanto tempo no golfinho. Mas como sou brasileiro e nao desisto nunca, me matei e conseguir acabar um treino de 1500m - nada comparado aos 3000 que nadava quase todo dia no golfinho.
Mas que seja, após de duas semanas de recuperação do folego, pois considero que ainda não estou apto a nadar, fui competir.
Chegando lá descobri que a equipe que representaria a Duraflora, divisao onde trabalho, era composta de mim e mais 4 caras. Estes 4 caras foram escolhidos a dedo pelo chefe de silvicultura que chegou pela parte da manha na frente de plantio e perguntou para os peoes: Quem sabe nadar aí? A competição aconteceu a tarde.
Quando o primeiro destes caras caiu na piscina percebi que eles eram fortes e nadavam no melhor estilo ribeirão, nada de peito, nem borboleta, o negocio é botar a cabeça pra fora d'água e dar braçadas o mais forte que puder.
A competição consistiu em 5 provas: 40 metros, livre, borboleta, peito, costas e mais revezamento 4x40 livre. Não, não escrevi errado, a piscina tinha 20 metros mesmo. Como eu era o único que sabia nadar os 4 estilos, menos o ribeirão, o chefe fez pressao para que eu participasse de todas as provas. Eu sabia que seria foda pois haveria apenas uns 5 minutos entre cada prova. Enchi minha garrafinha dágua e fui preparado para o pior.
Fora os caras da Duraflora havia outros de outras empresas que sabiam nadar. A pricipio nao me impressionei com nenhum mas como eu to fraquinho preferi não subestimar nenhum adversário que soubesse nadar os 4 estilos.
Não vou me gabar das provas que ganhei pois isto não é justo e considero que a essência cômica da competição é o mais importante para mim.
De fato todos os meus parceiros de equipe disputaram os 40 metros livres, prova dividida em 3 baterias. Um dos caras nao aguentou fazer a prova, outro perdeu a touca na virada e parou pra ir busca-la com medo que ela fosse se perder no fundo da piscina e o outro, o que era meio vesguinho, conseguiu completar a prova. Ah, o quarto nao quis nadar nada!
Quando fomos para o revezamento e sabia que era uma questão de honra terminarmos a prova. Entao no melhor estilo Leonidas, dos 300 de esparta, falei pros caras: this is spartaAAAAAAAAAAA! ( brincadeira). Falei: "Caras nao importa as outras equipes vamos nos concentrar em conseguir terminar a prova." E em apenas 5 minutos expliquei como se fazia a troca de pessoas na agua durante o revezamento e fomos para a piscina.
Para minha grande sorte, somente duas equipes se prontificaram a disputar, incluindo a nossa, o que significou que faríamos muitos pontos pois o revezamento valia o dobro de pontos que uma das provas anteriores.
Minhas dicas como técnico foram: "Wardo, nao olhe pro lado, vai na sua devagar e volta devagar nao se importe se o outro cara tiver muito a sua frente." "Cogiro, deixe a toca no meio do caminho, se ela cair depois da prova vc volta lá para buscar" "Anderson, (acredite, um nome simples) Nade em linha reta e tá tudo susse"
Conseguimos, chegamos em segundo sem ser desclassificado e nao ter nenhuma desistência.
Resultado: Trofeu de primeiro lugar da natação para a Duraflora! Com algumas vitorias minhas e participaçoes em todas as provas, mais a garra da galera do plantio que trabalha o dia interio sob sol quente carregando 7 kg de muda no lombo e uma plantadeira de 3 quilos num braço só, fizemos alguns pontos a mais que o segundo colocado, uma empresa de usina de cana.
Viva o esporte!"

Genial.

5 comentários:

brisas disse...

Que legal!!!!
ahuahuaaa.. ri muito!

Texto engraçado e com final bonito falando da garra da equipe!!!

Plínio pra presidente!!ahahhaaa

Agora posso ir dormir, Camarada?

natália disse...

achei que isso só acontecesse em piadas. Muito bom, ahaahhaha.

SãoPauliNa-RP disse...

Oiii tudo bem??
Texto genial parabéns

ahuahuahaahaa

=D

ANDRe sp disse...

engraçado. Parece piada mesmo. legal a descrição e tal, valeu.

mcruz disse...

Não dri, plinio nas olím-piadas. A equipe dele, de revezamento, merece todas as congratulações e medalhas.